Arquivo do mês: agosto 2011

A GESTA DO ROMANCE PÓS-MODERNO

No século XIV, surge na península ibérica o romance AMADIS DE GAULA, cuja autoria é  atribuída a um certo João de Lobeira. Trata-se da saga de um nobre cavaleiro, destruidor de monstros malvados e apaixonado,  platonicamente,  pela donzela Oriana, a Sem Par.  Este novo formato de narrativa viria suceder os … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Marcado com | 1 Comentário

PELEJANDO

  Poema Peleja, resenhado por Carlinhos do Amparo* Peleja surgiu de um a idéia aparentemente muito simples: Fazer um poema vazado em um linguajar  regional que anunciasse algo de univesal. Além disso havia um mote. Um mote perfeito: dois versos de … Continuar lendo

Publicado em processo criativo | Marcado com | 2 Comentários

PESSOA E PAMUK – naïf versus reflexivo

VII Ponho na altiva mente o fixo esforço Da altura, e à sorte deixo E a suas leis, o verso; Que, quando é alto e régio o pensamento, súdita a frase o busca E o escravo ritmo o serve. Ricardo … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

ROSÁCEA (cacofonia intencional)

  http://olhares.uol.com.br/rosacea_execucao_foto102073.html Não. Não se trata, meramente de eleger a palavra como centro ôntico do poema. Tampouco busca-se uma inovadora, mas irrefletida, poética avant-garde.  Apesar de esculpida essa ROSÁCEA, pela intensificação do nexo do significante sobre o significado, – mormente pelo … Continuar lendo

Publicado em processo criativo | Marcado com | 2 Comentários

POEMA-ESCORÇO, leitura em perspectiva

Carlinhos do Amparo comentou… (no dia 06 Abril, 2009) “Sobre teu processo criativo falo eu, compadre. Estás desobrigado de falar: Essa palavra, escorço, já ouvi de ti, em outras prosas que tivemos. O termo escorço (escorzo) deriva do italiano scorciare, … Continuar lendo

Publicado em processo criativo | Marcado com , | 2 Comentários