Arquivo do autor:Eurico

Sobre Eurico

Escritor e poeta

Cultura educa? – as ações de artes integradas no Arruado do Engenho Velho

Esta galeria contém 6 fotos.

Publicado originalmente em UM CRONIST'AMADOR:
Cultura educa? Ou melhor: cultura popular educa? Se educa, como o faz? Podemos mensurar os resultados da ação educativa da cultura, em um território? Essas e outras perguntas me inquietam, em meio às ações…

Galeria | Deixe um comentário

O lirismo das Flores da Várzea do Capibaribe

Publicado originalmente em UM CRONIST'AMADOR:
Falo em nome de um Bloco Lírico que se entende como um bloco “do presente, sem esquecer dos valores do passado”. Não é por acaso que o nosso bloco não se denomina “bloco carnavalesco…

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

GOG & MAGOG

“Si vis me fiere, dolendum est primus ipsi tibi” “Se queres que eu chore, é preciso primeiro que sofras”  HORÁCIO A José Guilherme Merquior 1 Vou passar a fronteira entre oeste e leste mas o monstro (de vidro) invisível, impede o irmão … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

PRESENÇA

Como opor ao pano de fundo da opaca eternidade, A brevidade translúcida Da vida? E o que irá acontecer no próximo instante Da minha, Da tua, Da nossa existência? Isso importa mesmo saber? Aconselho-te a soltar girândolas. E a sapatear … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

Um peixinho na pedra: ou, a mitigação de danos no Campus da UFPE

Essa crônica me dói no fundo da alma. Ela surgiu no momento em que o Índio Batera, sempre ele, contou-me da cara de espanto das arqueólogas no LEDUP (Laboratório de Educação Patrimonial do Departamento de Arqueologia da UFPE), quando ele … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

Guararapes, um desabafo; ou, a vitória dos zé-ninguém

“a maior parte daquela gentalha e canalha se compunha de criados, mulatos e quejandos, gente que não tinha experiência no manejo do mosquete e do arcabuz, mais própria para serem escravos do que para a guerra” (relato de um flamengo). … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

As chamas e os chamados: a arte das meninas do Arruado

A vocação, segundo Ortega y Gasset, “funciona como um apelo, uma inspiração originária para fazer isto, e não aquilo, se quero ser eu mesmo.” No entanto, a vocação não se impõe nem coage a pessoa. Somos inteiramente livres para aceitá-la … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário