Arquivo do mês: maio 2015

O BAR DA MOITA

  QUE MOITA? E QUE HISTÓRIA É ESSA DO ARRUADO? Tenho feito várias postagens aqui sobre o Engenho Velho e seu Arruado. E, é claro, cometo alguns equívocos. O fato é que sou autodidata e tudo o que aqui escrevo … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | 1 Comentário

GALOCHAS

A palavra navega dilúvios, nunca dantes. Sai do pélago anterior e atravessa a urbe. Vagidos antes do ontem, por mais ontens havidos… Sussurros edênicos. Urros em Ur. Salmos em Salém. Sylva e Pólis & Cia; Abissal_catadupa.com Chovia muito e eu … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

Ceia

ao poetartista-plástico Eugênio Paxelly Assentados à mesa repartem o peixe mitológico (mil anos os espreitam das escamas carcomidas) Mil olhos Mil’entes Ante a mesa posta, verbofágicos, os comedores de palavras ― ceiam ázimos ― bebem verbo ― gestam lácteas estrelas. … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

PELEJA

A Carlos Pena Filho Acender uma fogueira Sobre os destroços da fúria: Dizer o dom mais terrível No tom da mais vil ternura. Por monossílabos vastos Cantar o avêsso, a feiúra. Atravessar a existência, Esse fado, essa caatinga, Com a … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário

UMA ROSA RASA

Uma rosa rasa Naqueles dias lia Foucault, As Palavras e as Coisas, e, depois de animado debate com Lana Reis, estagiária do Memorial da Justiça, sobre a estética modernista com “a dura poesia concreta de suas esquinas” em contraponto com … Continuar lendo

Publicado em Outros temas | Deixe um comentário