Bloco Lírico Flores do Capibaribe: por uma pedagogia dos brincantes

UM CRONIST'AMADOR

flores gravação

“A arte de usar a sua arte pra fazer a diferença.
Na época em que vivemos todo conhecimento precisa se afastar um pouco da visão de lucratividade financeira e ser trazido para seus motivos primários, o cuidado e evolução dos seres.(…) Médicos não podem ser só médicos, músicos não podem ser só músicos, grafiteiros não podem ser só grafiteiros, arquitetos não podem ser só arquitetos, pois quando nos preocupamos apenas com o nosso nariz (nossa grana ou nossa fama) a sociedade perde e a sociedade devolve.”
(Mayko Bastos)

O nome dessa atitude diante da vida, ainda é ideologia? Pois, seja lá qual for o nome, preciso dela pra viver! Creio que precisamos todos nós!

E essa certeza me vem de algo muito triste, que vem, há muitos anos, acontecendo com as agremiações da cultura popular. Os gestores públicos de cultura, tanto federais, quanto estaduais e municipais relegam nossos…

Ver o post original 440 mais palavras

Sobre Eurico

Escritor e poeta
Esse post foi publicado em Outros temas. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s